Responsabilidade com o Planeta

Planeta

Energia Renovável e Eficiência Energética

A JBS investe nas melhores práticas relacionadas ao consumo de energia. A empresa compreende sua responsabilidade com a utilização de energias renováveis para reduzir as emissões em sua cadeia de valor. Trata-se de um item prioritário na gestão, tanto de emissões como da ecoeficiência da companhia, que conta com procedimento definido e recursos para sua implementação.

A principal estratégia da JBS Brasil para a gestão da energia é investir na redução do consumo, melhoria da eficiência energética e aumento no uso de fontes renováveis, com o objetivo de alcançar o melhor desempenho econômico e ambiental.

A Companhia utilizou 45% de energia renovável em suas operações em 2020, considerando energia elétrica, móvel e estacionária – mesmo desempenho atingido em 2019. No Brasil esse número representa 80% do total de energia utilizada.

Governança e Gestão

Sistema de Gerenciamento de Indicadores

A companhia conta com um sistema informatizado que realiza o gerenciamento dos indicadores de meio ambiente e sustentabilidade das unidades produtivas, como uso de água, geração e análise de efluentes, consumo de energia, geração de vapor, geração de resíduos, transporte, gases refrigerantes, dados de produção e indicadores de emissão de gases de efeito estufa, entre outros. Esse sistema é alimentado pelas equipes de cada uma das unidades de forma periódica.

Com isso, é possível acompanhar o desempenho das plantas e relacioná-los às metas de redução de consumo e geração de resíduos, permitindo melhor gestão para elaboração de planos de prevenção e redução de impactos ao ambiente.

A gestão de energia no Brasil é acompanhada por um time multidisciplinar de engenheiros que, em parceria com as equipes das fábricas e com a área corporativa, avalia o desempenho e adota estratégias para diminuir o consumo e aumentar a eficiência energética da empresa.

Os principais indicadores medidos são o consumo de energia elétrica, consumo de energia direta e percentual de energia renovável direta utilizada.

O indicador de performance utilizado é o consumo de energia elétrica por tonelada de produto, indicador de intensidade.

A gestão ambiental da JBS USA é focada na melhoria contínua da eficiência operacional e dos esforços de inovação e conformidade com as leis e regulamentações ambientais aplicáveis. Para isso, possuem equipes ambientais que trabalham para implementar as melhores práticas de eficiência energética e reduzir as emissões de gases de efeito estufa nas operações da companhia.

A companhia investe continuamente em tecnologias de eficiência energética,

incluindo iluminação LED, dispositivos de medição em tempo real, manutenção preditiva, equipamento os mais eficientes, eletrificação de sistemas de aquecimento e transporte e sistemas de refrigeração mais eficientes.

Em 2020, foram investidos R$ 29,5 milhões em eficiência energética.

Indicadores de Gestão

Para consultar a performance dos Indicadores de Gestão, consulte a Central de Indicadores.

Metas e objetivos

A JBS está convertendo para 100% de eletricidade renovável toda a sua operação até 2040; Até 2030, 60% de eletricidade utilizada será de fonte renovável nas unidades em todo o mundo.

Energia Renovável

A companhia no Brasil prioriza a utilização de fontes renováveis de energia em suas operações, como bagaço de cana, madeira de reflorestamento e resíduos orgânicos de suas plantas, além de investir na geração própria de energia.

Biolins

Unidade de cogeração instalada no Parque Industrial de Lins, interior de São Paulo, que gera energia termelétrica e a vapor a partir de biomassa (bagaço de cana, cavaco de eucalipto e resíduos de biomassa diversos), com capacidade de geração de cerca de 45 megawatts de energia por hora, volume suficiente para abastecer uma cidade de 300 mil habitantes.

Cerca de 33% da energia elétrica gerada pela unidade abastece as plantas da Friboi, JBS Couros e JBS Novos Negócios do próprio complexo industrial em que estão instaladas. O restante é vendido para o mercado nacional. A geração de vapor, por sua vez, abastece exclusivamente essas fábricas da JBS adjacentes à Biolins. Sozinha, gera energia equivalente a 20% do total que é utilizado por todas as unidades da JBS no Brasil.

Energia Fotovoltaica

Em 2020, a empresa locou uma usina fotovoltaica para atender a nove lojas da Swift. Para 2021, está prevista a ampliação para mais 50 lojas. Somada à energia limpa, 75% das lojas contam com equipamentos de refrigeração que não usam gases e consomem 40% menos de energia. Até o início do segundo semestre de 2021, 100% das lojas terão esses equipamentos.

JBS Biodiesel

Com duas fábricas, uma localizada em Campo Verde (MT) e a segunda em Lins (SP), a JBS Biodiesel é a maior produtora mundial verticalizada de biodiesel a partir de sebo bovino e a primeira empresa a ser qualificada para a venda de créditos obtidos por meio do RenovaBio, programa do governo brasileiro voltado para a redução de emissões com base nas obrigações assumidas no Acordo de Paris¹. A empresa também utiliza como matéria-prima óleo de cozinha reciclado, por meio do Programa Óleo Amigo. Conheça a iniciativa aqui.

A JBS Biodiesel está em processo de construção da sua terceira fábrica, em Mafra (SC), que tem previsão de inaugurar em abril de 2022, o que possibilitará dobrar a produção do negócio, atingindo 1 bilhão de litros anuais. 

A JBS Biodiesel tornou-se a primeira empresa de biodiesel autorizada a participar da nova política de redução de emissões de gases de efeito estufa do país, com autorização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A partir dessa certificação, se tornou apta a emitir os títulos de descarbonização, chamados CBios, dentro do programa RenovaBio, por sua produção de biodiesel, cuja principal matéria-prima é o sebo bovino. Com duas plantas autorizadas a participar, a empresa emitiu 430 mil créditos de descarbonização (CBios) em 2020.

¹Principal iniciativa global de resposta às mudanças climáticas e de reforço à capacidade dos países para lidar com os impactos  decorrentes dessas mudanças. Aprovado por 195 países, tem como principal compromisso manter o aumento da temperatura  média global em menos de 2°C acima dos níveis pré-industriais.

Em 2020, a JBS Biodiesel foi a primeira empresa certificada para comercializar CBios, emitindo mais de 430 mil.

A JBS USA mantém seu investimento contínuo em tecnologias de eficiência energética. Até o momento, 12 de suas unidades usam biogás como fonte de energia renovável, e sete implantaram sistemas solares, localizados nos Estados Unidos, um na Austrália e três na Europa.